Mudança de postura

 

Quando o tema “portos” surge em conversas, reuniões, ou debates entre profissionais, os comparativos entre os portos de primeiro mundo e os nossos logo aparecem como forma de colocar que os nossos portos são ineficientes e caros. De fato, para criticar, no campo da teoria, somos excelentes. Perguntamos, então: Será que nos esforçamos para conquistar portos de primeiro mundo? Será que cobramos mudanças?

 

CADA USUÁRIO TEM O PORTO QUE MERECE: A leitura desta frase pode trazer um sentimento de revolta, porque, com certeza, você não se sente merecedor de um terminal tão ineficiente, como é o TERMINAL LIBRA RIO e de terminais tão caros como os três que são os focos do nosso movimento. Mas, o que você faz para mudar essa situação? Você se envolve nessa questão, ou prefere ficar assistindo os outros brigarem por você? Reflita antes de sentir injustiçado.


O primeiro e mais importante passo para mudarmos algo nos portos do Rio de Janeiro é a nossa mudança de postura. Não podemos ficar parados, não podemos ser cúmplices daqueles que prejudicam Exportadores e Importadores, transportadores rodoviários e Despachantes.


Aos executivos, principalmente aqueles que pretendem alavancar suas carreiras, afirmamos que brigar por mudanças substanciais é tão importante, ou mais, do que desenvolver projetos de logística. Isso levando em consideração que projetos que envolvem operações portuárias carregam a passividade de tudo que sofremos.

 

Foi através da mudança de postura que os usuários do TECON RIO GRANDE conquistaram o direito de não mais pagar armazenagem por período. Temos um infinidade de coisas que ainda podem ser mudadas. Pensem nisso!

 

   

®  UPRJ - SITE DOS USUÁRIOS DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO. Todos os direitos reservados           Site e logomarcas desenvolvidos por André de Seixas