Cancelamentos de janelas em terminais do RJ criam transtornos

 

28/08/15 08:06 AM

 

 

 

Os três terminais de contêineres do Estado do Rio de Janeiro trabalham com sistemas de agendamentos para entregas (exportação) e retiradas (importação) de cargas e contêineres. No entanto, ao invés de utilizarem os sistemas racionalmente, ou seja, quando realmente forem realizar suas operações, algumas transportadoras, principalmente as maiores, segundo informações obtidas nos portos, estão fazendo as programações e desperdiçando janelas, algumas nos melhores horários, não permitindo que outras transportadoras possam utilizá-las. Nessa farra, quem sai prejudicado é o próprio usuário exportador e importador que, quando não fica impedido de entregar ou retirar suas cargas, não consegue fazer uma programação eficiente para maximizar sua logística.   

 

Segundo os terminais, além dos cancelamentos, existe também o que eles chamam de “no show”, ou seja, as transportadoras que realizam os agendamentos e sequer se dão ao trabalho de cancelá-los. Para que se tenha uma ideia, segundo a Libra Rio, somados os cancelamentos de exportação e importação, essas condutas reprováveis de algumas transportadoras chega a consumir quase 35% do total de janelas disponibilizadas aos transportadores. Segundo a MultiRio esse número chaga a 31%. Já no Sepetiba Tecon o percentual é menor, perto de 16%, porém, as expectativas do são de aumento, vez que o terminal operará os serviços CSW, novo joint entre os armadores MOL, Maersk e MSC com duas escalas semanais e o GS1, joint entre os armadores Hapag Lloyd, MSC, Hamburg Sud, Maersk e Zim com escalas semanais.

 

Estamos diante de condutas reprováveis e de números alarmantes. Os terminais alegam ainda que os cancelamentos das janelas ocorrem perto horário programado, não permitindo que outras transportadoras possam aproveitá-las. Além de prejudicar outros usuários e outras transportadoras que trabalham corretamente, esse problema traz transtornos operacionais aos terminais, pois quando um agendamento é feito, ele entra na programação operacional dos sistemas de pátio. Assim quando os cancelamentos são realizados com pouquíssimo tempo antes do horário, dependendo das posições que os contêineres estão empilhados, não são raras as vezes que remoções para preparar as entregas das cargas são realizadas em vão.

 

Diante desse fato absurdo, de forma a evitar que cobranças sejam realizadas pelos terminais contra exportadores e importadores, visando também melhorar as operações dos nossos portos, a Associação dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro (USUPORT-RJ) denunciará o fato à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) para que a fiscalização atue no sentido de levantar junto aos terminais quais são as transportadoras que estão atuando nesse formato reprovável, para posterior divulgação dos nomes, de forma que os usuários saibam quem os responsáveis pelo problema. A Associação entende que os terminais são de uso público, que as janelas devem ser distribuídas de forma justa e utilizadas de forma correta. Na denuncia à ANTAQ, além de pedir a relação de transportadoras, a USUPORT-RJ também solicitará que a agência as notifique, de forma que justifiquem os motivos dos cancelamentos em larga escala.

 

A USUPORT-RJ entende que, antes de pensar em cobrar penalidades, os terminais devem levar a questão ao regulador. Existe uma conduta reprovável, mas também existe o silêncio por parte dos terminais. Nesse sentido, é necessário destacar que tais procedimentos são adotados pelas transportadoras e que os usuários que as contratam não têm controle sobre os procedimentos de agendamentos. Portanto, sem comprovar que tomaram medidas efetivas para solucionar esses problemas, ou seja, antes de comunicar aos usuários e ao órgão regulador, é injusto cobrar quaisquer tipos de penalidades.  

 

Cancelamentos podem ocorrer, pois ninguém está livre de problemas. No entanto, com esse preocupante percentual, é certo que todos os limites de razoabilidade foram extrapolados.

 

 

André de Seixas

Criador e Editor do Site dos Usuários dos Portos do Rio de Janeiro

E-mail: uprj@uprj.com.br

 

O texto acima reflete a opinião do autor e do UPRJ

 

 

 

 

   

®  UPRJ - SITE DOS USUÁRIOS DOS PORTOS DO RIO DE JANEIRO. Todos os direitos reservados           Site e logomarcas desenvolvidos por André de Seixas